Nutrição Clínica

Como a alimentação ajuda no manejo da esteatose hepática

13 dez, 2017 Laís Murta
esteatose hepática

A esteatose hepática é uma condição caracterizada pelo acúmulo de gordura no fígado e tem como principal causa o colesterol elevado, excesso de peso, diabetes, consumo excessivo de álcool, uso prolongado de corticoide, entre outros. Pessoas que desenvolvem esteatose hepática podem apresentar queixas como cansaço e dores abdominais mais localizadas na parte superior; no entanto, não existe comprovação científica de que tais sintomas estejam de fato, relacionados com a esteatose hepática, visto que existem pacientes que não apresentam nenhuma manifestação, embora já possam apresentar um grau avançado do quadro.

O diagnóstico é feito através de exames periódicos que medem alterações nas enzimas do fígado, aumento de tamanho do órgão (através de exames de ultrassonografia), além de dosagem dos níveis de ferritina e homocisteína que podem indicar distúrbios hepáticos. Se não tratada, a esteatose hepática pode evoluir para um quadro mais grave e trazer sérias complicações para saúde, como cirrose e até aumentar o risco de desenvolver certos tipos de câncer. Portanto, manter seu peso ideal e praticar atividade física combinada com uma alimentação saudável são os melhores métodos de prevenção. Não deixe de falar com seu nutricionista!

Copyright © 2018 Nutricionista Laís Murta. Todos os direitos autorais reservados

CONTATO, DIGA OLÁ

Nome

E-mail *

Mensagem *

Powered by Blogger.